Como o Diagnóstico pode Revolucionar o Cuidado do Paciente – Projeto Tarsila

Como o Diagnóstico pode Revolucionar o Cuidado do Paciente

Como o Diagnóstico pode Revolucionar o Cuidado do Paciente: Insights do Precision Medicine Leader Summit

A medicina de precisão é uma abordagem holística em assistência médica, que combina o conhecimento do histórico genético de um indivíduo, informações do seu ambiente e estilo de vida em um abrangente cartão de pontuação personalizado, que pode informar o tratamento e  prevenir doenças.

Novas ferramentas de diagnóstico que compactam e combinam várias fontes de informação ajudam os laboratórios a aproveitar essa premissa, tornando os tratamentos de precisão acessíveis a mais pacientes.

No entanto, enquanto as capacidades dessas ferramentas de diagnóstico estão progredindo em um ritmo acelerado, estão ficando para trás a colaboração interdisciplinar e o compromisso de práticas multidisciplinares na adoção clínica, comprometendo o benefício que os pacientes podem receber dos testes específicos e das recomendações clínicas informadas que a medicina de precisão tem a oferecer.

Na série Precision Medicine Leaders Summit (PMLS) sobre “Diagnóstico para Medicina de Precisão”, Luca Quagliata, chefe global de assuntos médicos para sequenciamento clínico de nova geração (NGS) e oncologia da Thermo Fisher Scientific, juntou-se a um painel virtual focado na integração da medicina de precisão no sistema de saúde americano, a fim de atender à necessidade de opções de tratamento mais acessíveis.

A sessão foi moderada por Daryl Pritchard, Ph.D., vice-presidente sênior da Personalized Medicine Coalition, e incluiu palestrantes da Blueprint Medicines, Precision Medicine Health Advances, USD Sanford School of Medicine e Amgen, dentre outros. Durante a discussão, o Dr. Quagliata compartilhou as seguintes visões sobre os principais temas que estão moldando a medicina personalizada integrada:

Endereçando as “lacunas” para a implementação eficaz da medicina de precisão

Luca Quagliata: Quando se trata de diagnóstico, não existe um tamanho único. Uma das coisas necessárias para integrar plenamente a medicina de precisão aos cuidados de saúde dos EUA é preencher a lacuna entre os testes de diagnóstico em grandes centros médicos acadêmicos e hospitais comunitários e abordar as diferenças que vemos entre os cenários de ensaios clínicos e a realidade de rotina.

Embora certos medicamentos possam ganhar aprovação, e com isso a indicação para testagem de biomarcadores associados, isso não necessariamente demonstra que o biomarcador em questão será amplamente adotado fora dos grandes centros acadêmicos, sendo um exemplo mais recente a carga mutacional tumoral (TMB). Ambientes de saúde comunitários têm recursos limitados e devem escolher investir em ferramentas de diagnóstico de precisão com sua população de pacientes em mente. É vital que pesquisadores desenvolvam testes e ensaios que possam ser amplamente utilizados ​​no mundo real, especialmente em hospitais comunitários onde efetivamente 80% dos pacientes oncológicos são tratados, para ajudar o maior número possível de pacientes a ter acesso aos tratamentos.

Ao focar exclusivamente no objetivo de aprovação regulatória, mesmo que isso implique o uso de biomarcadores com aplicabilidade limitada na realidade clínica, podemos colocar a expectativa muito alta e excluir automaticamente a grande maioria dos pacientes do acesso à medicina de precisão, porque testes limitados equivalem a acesso limitado à terapia direcionada. Portanto, é importante nos perguntarmos quais biomarcadores são realmente eficazes, não apenas na capacidade de estratificar pacientes, mas também na de levá-los a tratamentos direcionados.

Incentivando iniciativas educacionais em toda a indústria

Luca Quagliata: Outro aspecto muito importante da adoção da medicina de precisão nos centros de saúde acadêmicos e comunitários é a necessidade de educação. Indivíduos que trabalham em grandes centros médicos acadêmicos têm mais exposição à pesquisa e inovação de ponta no campo. Aqueles que trabalham no ambiente comunitário são muitas vezes sobrecarregados com o trabalho rotineiro, o que limita suas chances de acessar o mesmo nível de conhecimento que os colegas em um grande centro médico acadêmico. Portanto, empresas farmacêuticas, fornecedores de tecnologia e desenvolvedores de ensaios em parceria com associações de profissionais médicos devem dar os primeiros passos para ampliar a acessibilidade da informação. Em última instância, os médicos não solicitarão exames, se não estiverem familiarizados com o processo ou se não se sentirem confortáveis para entenderem os resultados. Quanto menos exames solicitados pelos médicos significará que há menos rastreio de pacientes e, finalmente, menos acesso às melhores decisões de tratamento possíveis.

Na Thermo Fisher, visamos reduzir a complexidade dos processos de diagnóstico para aprimorar a maneira como as ferramentas são utilizadas, desde a bancada até a análise de dados. Para evitar sobrecarregar os médicos e aqueles que realizam análises em nível laboratorial, desenvolvemos ensaios que alvejam o que é clinicamente relevante, mitigando as complexidades e fornecendo as informações necessárias de forma rápida e direta. Dessa forma, os médicos não são desencorajados por uma parede de dados e – quando apoiados por uma rede hospitalar – os provedores podem trabalhar para alavancar essas informações e tomar decisões de cuidado que são compreensíveis, úteis ​​e impactantes, ao mesmo tempo em que são aplicáveis ​​a todos os pacientes.

Uma visão holística centrada no paciente é crucial para a integração eficaz da medicina de precisão

Luca Quagliata: A verdadeira adoção da medicina de precisão não acontecerá sem a adesão de associações de apoio aos pacientes. Hoje, mais pacientes e grupos estão solicitando e promovendo educação sobre testagem de biomarcadores. Embora esse nível de envolvimento do paciente tenha sido limitado há alguns anos, o aumento crescente do interesse por uma jornada do paciente mais bem-informada e consciente em torno das decisões de tratamento está pressionando positivamente os médicos para garantir que os exames corretos sejam solicitados precocemente e com a maior frequência possível. 

“Hoje, mais pacientes e grupos estão pedindo e promovendo educação sobre testagem de biomarcadores”.

Juntamente com as partes interessadas da indústria farmacêutica e de diagnóstico, os médicos agora podem oferecer informações altamente curadas e de qualidade aos pacientes para informar discussões abertas sobre opções de tratamento e cuidados.

Na Thermo Fisher, aceleramos orgulhosamente nosso envolvimento de linha de frente com associações de apoio aos pacientes, incluindo parcerias com LUNGevity, Go2 Foundation, COLONTOWN, Colorrectal Cancer Canada, CureSearch for Children’s Cancer e outros, todos trabalhando para reformular a maneira como o câncer pode ser combatido, ao mesmo tempo em que fornecem imenso apoio aos pacientes e suas famílias.

Para saber mais sobre o trabalho da Thermo Fisher Scientific em acelerar a adoção da medicina de precisão, visite https://www.thermofisher.com/us/en/home/clinical/precision-medicine

Artigo original em: https://www.oncomine.com/blog/how-diagnostics-can-revolutionize-patient-care-insights-from-the-precision-medicine-leader-summit

*Apenas para uso em pesquisa. Não deve ser usado em procedimentos de diagnóstico.